terça-feira, 16 de junho de 2015

REFORMA

Eis uma notícia muito importante para mim, para a minha vida e que partilho:
 
Não, não me apaixonei de novo, apesar de que, desde há um ano a esta parte, muita coisa tenha mudado dentro de mim.
 
Hoje, apesar de sozinho, não sinto a solidão de outros tempos. Aliás, estou sozinho por opção, não por carência ou falta do que quer que seja.
 
Hoje sinto-me até bastante (bem) acompanhado por pessoas de quem gosto e também um homem muito feliz. porque tenho tudo o que preciso.

Quanto ao meu novo estatuto, sim, é verdade, estou REFORMADO desde o dia 11 de Junho de 2015 e a única coisa que posso lamentar é que tive de trabalhar 50 anos para receber uma reforma de três dígitos, enquanto qualquer deputadozinho recebe por duas legislaturas na assembleia uma reforma choruda sem ter justificado rigorosamente nada. É o país que temos. 
 
Portanto, aquele foi o primeiro dia do resto da minha vida (boa).
CA

4 comentários:

  1. Parabéns pela nova fase de tua vida! Aqui em casa, meu marido também trabalhou 51 anos, NA MESMA EMPRESA, e a aposentadoria é uma merrequinha, que mal dá pro gasto e é melhor nem falar das politicagens e ardilezas ...O povo trabalha nada ganha e o restolho, nada ou muito pouco faz e nada em $$. Aqui oi lá! Pena! Uma vergonheira! Boa sorte! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Chica pela mensagem e desabafo. Pelos vistos, aí como aqui os políticos não nos "servem" para nada; apenas "servem" para se "servir" a si mesmos.... Haja saúde para todos e que a vida que nos resta nos "sirva" para alguma coisa boa.

      Excluir
  2. Congratulo-me pela nova etapa...quem me dera poder entrar na minha "etapa-irmã" da sua.
    A reforma é como a linha do horizonte...afasta-se quando nos aproximamos...

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Maria do Sol. Sim, uma nova etapa que espero ainda mais cheia de luz e vigor do que até aqui.

      No meu caso, de facto, a minha linha do horizonte estava aquém do que a minha vista alcançava, ou seja, obtive a reforma por antecipação porque estava na condição de desempregado.

      O caricato disto tudo é que recebo menos (30 %) como reformado do que recebia como desempregado. Vá lá entender-se estes critérios...

      Abraços

      Excluir